segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

A tela vazia.


A tela vazia.
O dom clama em seu único acústico.
A sua arte quase em folia.
O pincel do artista é rústico
mas ressalta com precisão
o que só escuta o coração.



Um comentário:

Fenrir disse...

Desde que haja vida, haverá inspiração.