domingo, 23 de maio de 2010

Mapa

Condensei os sonhos
em mel.
Destrui e reconstrui
escadas para o céu.
Calei a voz perturbadora
de uma majedoura
de breus.
A viagem que achei que havia terminado
nem sequer alçou vôo.
E eu não tenho o seu mapa.

3 comentários:

Jennifer disse...

"Destrui e reconstrui
escadas para o céu."

E cada vez a escada vai ficando mais longa..

neli araujo disse...

Hi, babe!

Sempre um poema carregado de sentimentos, não é, linda?

adorei, filha!

beijoca carinhosa,
mom

Abel disse...

Olá
obrigado pelo comentário no meu blog ;]
é bom saber que as pessoas gostam

aliás, belos poemas

Seeya!