terça-feira, 13 de janeiro de 2009

O breu e a primavera que se foi.

Tenho saudades
do toque
da fala doce no pé do ouvido
do sorriso tão seu
e meu
da nossa primavera.
Queria tanto
voltar a sonhar
voltar a viver e morrer
nos olhos que um dia
m acolheram do breu.

Um comentário:

Drive thru disse...

Hola

I will try to translate your poems.

I like poetry.