segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Sempre existe uma verdade

Porque o poeta
em desorientação
chora lágrimas
de versus vazios.

Um comentário:

E o pensamento voa... disse...

Muito verdadeiro, lindinha!
beijocas,
mom