segunda-feira, 10 de novembro de 2008

As manhãs das estações.

O coração desperta
para as melhores alvoradas.
Aprendeu a adormecer
apenas
nos braços seus.
O amor saboreia
todas as estações.

Um comentário:

daveland disse...

Alvorada.
Recentemente eu passei a valorizar mais do que o por-do-sol.

Belos poema, Rebi, as always.

Beijos.