sexta-feira, 9 de novembro de 2007

O pintor.

Foi ali
simples e ligeiro
que meu coração mudou
as cores
do meu mundo inteiro.
O amor
é um pintor pós-impressionista.

Um comentário:

Fefê disse...

MANO que-foda!!