quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Pegadas na neve.

Sempre odiei sentir saudades.
A vontade nunca me caiu bem.
Sei como ninguém
matutar razões
de querer ficar só.
Engraçado,
eu nunca achei nenhuma.

Um comentário:

Fefê disse...

mano esse poema esta muito minha cara xD